sexta-feira, 25 de outubro de 2013

DESPREPARO MORAL MEDIÚNICO A RUÍNA DA FÉ

         
                                  


                 Na Umbanda existem diverssas formas de auxiliar o próximo mas, nenhuma é tão eficáz quanto a de auxiliar caminhando junto com nossos irmãos, eis ai o grande desafio pois, quando nos propomos a caminhar junto com eles auxiliando nas horas mais aflitivas, estamos nos comprometendo de forma definitiva não só com nossos irmãos mas, também com nossos guias e com DEUS, a estarmos ao lado deles servindo de espelho para uma vida de amor ao próximo, digo isto com o intuito de tentar passar para todos a importância de sermos retos em nossas próprias vidas, um padrinho de santo tem, por obrigação, que ter retidão moral pois, terá sua vida observada pela espiritualidade e por aqueles que lhe admiram ou por aqueles que tem inveja de sua felicidade e boa sorte, ser padrinho de santo, chefe de terreiro é, acima de tudo, assumir uma responsabilidade com seus guias e orixás de ser um exemplo de vida para aqueles a quem comanda dentro ou fora do terreiro.

                                      

                  Um chefe de terreiro não pode ter uma vida depravada, deve seguir todas as regras de conduta civíl e moral, deve acima de tudo ter e mostrar amor por seus semelhantes, encarnados e desencarnados, sendo assim devemos ter em mente de que até nossa mediunidade depende de nossos sentimentos e de nosso proceder perante os nossos irmãos, pois disso, dependerá nosso sucesso no auxílio aos espiritos menos evoluídos que,vez em quando, se apresentam em nossos terreiros precizando de auxílio.

                  Muitas vezes ví e lamentei, a falta de preparo de chefes de terreiro, que, ao deparar-se com espíritos  de irmãos sofredores nescecitando de auxílio, mandam que seus médiuns "despachem" o infeliz, sem ao menos dar a eles uma chance de se explicar, de dizer a que veio e de qual auxílio necessita naquela hora que para eles é tão sofrida e penosa, espíritos de irmãos, que sem ter uma chance de se comunicar com seus entes queridos, vêem em nossos terreiros a sua única forma de âmparo, muitos desses espíritos foram, durante suas vidas terrenas adeptos da nossa tão amada Umbanda e que por professarem a mesma fé, pedem-nos uma ajuda nessa sua hora de sofrimento,ajuda a qual, muitos são os terreiros que recusam sem sequer perguntar o nome do infeliz.
                                             
                 Discipulos de Jesus, não desperdíssem as chances que seus guias espirituais lhes dão, de progredirem ajudando a um irmão sofredor só por não estar preparado, a única coisa de que voce precisa é de uma vida regrada, de uma vida reta dentro das leis de Umbanda das quais falamos acima, é únicamente disso que precizarás para ter bom êxito nessa empreitada de amor.    E se algum espírito "menos evoluído" que voce se apresentar, terás como dialogar e pleitear sua melhora espiritual, se ele for violento com o corpo do médium, terás moral para ordenar aos guias e mentores de tua casa que não permitam essa conduta desse irmão, que muitas vezes só tenta se livrar das garras de seus supostos inimigos.

               Com amor, fé e caridade tudo se resolve, pois todo o ódio se desfáz diante da expressão do amor de Cristo que é A caridade.

                                     
         
                                                                                   MARCELO D´OLISSÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário